Quarta-feira, 10 de Dezembro de 2008

Na turma B (1º/4º ano),  todos os dias os alunos ouvem uma história. Na semana anterior, estivemos a trabalhar sobre o livro "O Segredo do Rio". As crianças mostraram-se bastante interessadas tanto pela história em si, bem como na mensagem que nos transmitiu este livro. Discutimos o valor da amizade e acima de tudo da solidariedade entre as pessoas.

Deixamos aqui o resumo escrito da história e duas ilustrações da mesma.

 

Era uma vez um menino que vivia numa pequena casa, ele gostava muito de estar deitado no rio, a admirar tudo à sua volta.

Certo dia quando voltou da escola foi ao rio e encontrou uma carpa e ela perguntou-lhe:

– O que estás aqui a fazer?

– Eu moro aqui perto do rio e dos chorões.

– E tu, o que fazes aqui? 

– Eu cresci dentro de um aquário mas fui crescendo e como não cabia nele mandaram-me para aqui… O peixe contou toda a história.

– Mas o que interessa é que agora tenho um amigo para brincar no rio.

Certo dia voltou da escola e quando ia tomar banho ao rio a água estava muito fria, por isso foi para casa. À noite ouviu os pais a comentar que estavam sem comida porque o tempo não ajudou a agricultura.

Foi para o seu quarto a pensar nisso, no dia seguinte o pai descobriu que havia uma carpa no rio e decidiu pescá-la para tentar matar a falta de alimentos que havia na sua casa.

  O menino assim que pôde mandou a sua amiga embora para que ela não fosse comida. O peixe foi-se embora e encontrou um barco, ficando lá a viver.

O menino andava muito triste e quase sempre a chorar. Um dia estava junto do rio e para sua alegria viu a carpa, ela tinha voltado.

Os dois conversaram e cada um explicou o que se tinha passado.

Agora a família do menino já não tinha problemas com comida e os dois podiam brincar, porque o seu pai colocou uma placa que proibia a pesca naquele rio.

 

                                                                                                                              Marcos - 4º ano

 

 

 

 

Era uma vez um rapaz que diariamente ia a um ribeiro. Mas um dia estava a chover e o rapaz não foi.

            Certo dia, ao brincar junto ao ribeiro viu um peixe e perguntou-lhe:

- Onde vives?

- Vivo aqui no ribeiro.

            Os dois estiveram a conversar durante muito tempo, o peixe contou-lhe a sua história e a partir daí ficaram amigos, brincando e conversando todos os dias. O menino, prometeu que nunca iria contar a ninguém que tinha como amigo um peixe.

            Um dia, quando chegou a casa ouviu o pai a conversar com a mãe sobre a falta de comida devido às más condições climatéricas.

- Não temos comida para dar aos nossos filhos nem para nós. Hoje vi um peixe muito grande no ribeiro, amanhã vou pescá-lo!

            O menino ficou desolado, chorou toda a noite.

            No dia seguinte, muito triste, o menino contou tudo ao seu secreto amigo.

- O meu pai vai pescar-te, porque não temos comida.

            O peixe fugiu e escondeu-se num barco naufragado. Alguns dias depois, a carpa aparece e o menino fica feliz.

- Eu trouxe comida.

- Onde está?

- Está ali!

- Vou dizer ao meu pai que tu trouxeste esta comida.

- Espera.

            Ele ouviu com muita atenção a história dela e foi contar ao pai que já tinham comida.

Quando o pai soube ficou feliz, depois pôs uma placa a dizer: Proibido pescar.

 

Duarte Afonso - 1º ano

 

 

 

 



publicado por casalagoa às 21:27 | link do post | comentar

mais sobre mim
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

A FESTA FINAL DE ANO

Dia da Criança

II Festival da Canção - F...

O Dia da Espiga

Os Animais

arquivos

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

blogs SAPO
subscrever feeds